De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
França

Acidente em França: Passageiros são de Vila Nova de Foz Côa e Penafiel

Os 32 ocupantes do autocarro que esta madrugada se despistou em França, provocando quatro mortos, três feridos graves e 25 ligeiros, são de várias localidades dos concelhos de Vila Nova de Foz Côa e Penafiel.

O proprietário da empresa ‘Rota das Gravuras’, responsável pelo transporte, afirmou aos jornalistas que os passageiros são emigrantes e pessoas de férias que regressavam depois de terem estado em Portugal em visita às famílias. A bordo seguia um grupo de 13 pessoas do concelho de Penafiel, distrito do Porto, sendo as restantes de localidades do concelho de Vila Nova de Foz Côa, distrito da Guarda.

Narciso Ângelo contou que já falou com o filho, um dos dois motoristas que seguia no autocarro e que se encontra a realizar exames médicos, o qual lhe disse que a causa do despiste terá sido “o gelo que estava de madrugada na estrada”, acrescentando que o acidente ocorreu quando o veículo atravessava uma ponte.

O proprietário da empresa do autocarro revelou, ainda, que a bordo “seguiam, pelo menos, três a quatro crianças” com cerca de 10 anos, e que três das vítimas mortais são oriundas do concelho de Vila Nova de Foz Côa.

O despiste de um autocarro hoje de madrugada em França provocou, até ao momento, quatro mortos, três feridos graves e 25 ligeiros, portugueses com destino a Genebra, Suíça, informou a Secretaria de Estado das Comunidades.

“O destino era Genebra e estariam a 230 quilómetros do destino final”, disse à Lusa o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, adiantando que o acidente terá tido como “causa mais provável” o gelo, por se tratar de um despiste, mas ressalvando a necessidade de aguardar pela realização do inquérito.

Os passageiros do autocarro com destino a Genebra eram todos emigrantes, segundo a mesma fonte, e três desses portugueses inspiram cuidados: “Esperamos que assim não aconteça, mas é possível que entre os feridos graves possa haver algum que não resista aos ferimentos”.

O acidente aconteceu às 04:30 locais (menos uma hora em Lisboa).

O autocarro partira de Portugal a caminho da Suíça e despistou-se na Estrada Nacional 79, na direção Mâcon-Moulins, num troço da RCEA (Estrada Centro Europa e Atlântico), conhecida por ser uma estrada perigosa.

Entretanto já foram identificadas as quatro vítimas mortais, que são José e Lídia Montês, Graça Murça, de Vila Nova de Foz Côa e Marília Nogueira, de Lousada