De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
Portugal

Corporações do Alto Minho reforçadas com 108 novos bombeiros

As 12 corporações de bombeiros do distrito de Viana do Castelo foram reforçadas com 108 novos operacionais que se juntam aos 650 já em funções na região, informou a Câmara da capital do Alto Minho.

Os novos operacionais, formados pela primeira escola distrital do país participaram no Curso de Formação de Ingresso Bombeiro Voluntário (CFIBV) de 2018 que começou em janeiro passado, em Viana do Castelo e terminou, no último sábado, em Ponte de Lima.

Presente na cerimónia, o socialista José Maria Costa, que preside à Câmara de Viana do Castelo e lidera a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, destacou, segundo a nota, “o ciclo de formação de bombeiros singular a nível nacional”.

“Esta foi a primeira escola do género no país e resultou de uma colaboração entre a Federação dos Bombeiros do Distrito de Viana do Castelo e o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS). A iniciativa incluiu 100 recrutas do universo de 650 elementos das 12 corporações de bombeiros que compõem a Federação”, sustentou.

Os recrutas “receberam 240 horas de formação base de bombeiro, da responsabilidade dos comandantes das 12 corporações da região, e mais dois cursos ministrados pela Escola Nacional de Bombeiros (ENB), para tripulante de ambulância e desencarceramento.

A Escola Distrital de Bombeiros Voluntários “pretende agilizar a partilha das experiências técnicas e humanas dos bombeiros do distrito, assim como a aquisição de novos conhecimentos na área da proteção civil e de incêndios florestais”.

Até agora existiam, nas doze corporações do Alto Minho, 650 bombeiros, entre 80% a 90% voluntários, sendo que Viana do Castelo tem o único corpo profissional da região.