De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
Desporto

Cristiano Ronaldo: chegou a hora de abrir uma nova etapa na minha vida

O futebolista português Cristiano Ronaldo disse hoje ter sentido a necessidade de mudar, depois de ter vivido os dias mais felizes da sua vida no Real Madrid, que confirmou a transferência do avançado para a Juventus.

“Acredito que chegou a hora de abrir uma nova etapa na minha vida e, por isso, pedi ao clube que aceitasse transferir-me. Sinto isso e peço a todos, em especial aos nossos adeptos, que, por favor, me compreendam”, escreveu o capitão da seleção portuguesa, numa carta de despedida divulgada pelo Real Madrid.

Cristiano Ronaldo, de 33 anos, troca o clube da capital espanhola pelo sete vezes campeão italiano, após nove temporadas.

“Estes anos no Real Madrid, e na cidade de Madrid, foram possivelmente os mais felizes da minha vida. Só tenho sentimentos de enorme agradecimento para este clube, para estes adeptos e para esta cidade. Só posso agradecer a todos eles pelo carinho e afeto que recebi”, referiu.

O português reconhece ter vivido “nove anos absolutamente maravilhosos”, “nove anos únicos”, num “tempo emocionante”, sob a “altíssima exigência” do Real Madrid: “Mas sei muito bem que não poderei esquecer nunca que aqui desfrutei do futebol de uma maneira única”.

“Tive no campo e no balneário companheiros fabulosos, senti o calor de uma massa adepta incrível e juntos conquistámos três ‘Champions’ seguidas e quatro ‘Champions’ em cinco anos. E com eles, a nível individual, tenho a satisfação de ter conquistado quatro Bolas de Ouro e três Botas de Ouro. Tudo durante a minha etapa neste clube imenso e extraordinário”, destacou.

Admitindo que o clube ‘merengue’ conquistou o seu coração e o da sua família, Ronaldo multiplicou os agradecimentos: ao clube, ao presidente, aos dirigentes, aos companheiros, a todos os treinadores, aos médicos, aos fisioterapeutas e a todos os “trabalhadores incríveis que fazem com que tudo funcione”.

“Agradeço infinitamente mais uma vez aos nossos adeptos e agradeço também ao futebol espanhol. Durante estes nove anos apaixonantes que tive, enfrentei enormes jogadores. Daí o meu respeito e o meu agradecimento por todos eles. Refleti muito e sei que chegou o momento de um novo ciclo. Vou, mas a esta camisola, a este símbolo e o Santiago Bernabéu, vou senti-los sempre como algo meu, esteja onde estiver”, prosseguiu, rematando a missiva da mesma forma como se apresentou no estádio, em 06 de julho de 2009: “¡Hala Madrid!”.