De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
França

Emigrante português atacado em área de serviço perto de Bordéus

Polícia francesa esteve a fazer perícias no local do crime, uma berma da RN141, na zona de Bordéus, onde a vítima foi abandonada com um saco na cabeça © Renaud Jorbert / Charente Libre

Emigrante português de 30 anos foi atacado por um grupo de assaltantes numa área de serviço perto de Bordéus, quando atravessava França, em direção a Portugal.

Foi encontrado horas depois, na berma da estrada, de mãos e pés atados e um saco de plástico na cabeça praticamente asfixiado.

De acordo com as autoridades francesas, o homem tinha partido sozinho da Suíça ao volante de um pesado, que, no interior, transportava um automóvel Audi novo, que o emigrante pretendia trazer para Portugal.

Depois de várias horas de viagem, o português parou para descansar numa área de serviço da estrada RN141, próximo de Ruelle-sur-Touvre, a poucos quilómetros de Bordéus. Acabou surpreendido por um grupo de três ou quatro homens, que o atacaram e ataram roubando o pesado e o Audi, publicou o jornal Charente Libre.

Terá sido agredido e depois atirado para fora da viatura com a mesma em andamento. O alerta foi dado pelas 18h00 de terça-feira, por outros condutores que passavam na mesma via e se aperceberam do corpo da vítima na berma da estrada.
Parecia inanimado, mas a rápida intervenção das autoridades policiais e dos serviços de socorro permitiu resgatar o português ainda com vida.

Estava com as mãos e os pés atados com braçadeiras e na cabeça tinha enfiado um saco de plástico. Terá sido por poucos minutos que escapou à morte por asfixia. Ontem, o emigrante português continuava hospitalizado, mas já fora de perigo, acrescenta o Correio da Manhã.

A RN141, que liga Limoges a Bordéus e integra a RCEA (Route Centre-Europe Atlantique ou Estrada Centro Europa Atlântico) é conhecida como a ‘estrada da morte’ e é a mesma onde em março de 2016 perderam a vida 12 portugueses que também viajavam, ilegalmente, da Suíça para Portugal numa carrinha com lotação para apenas seis pessoas. A ‘estrada da morte’ atravessa França de este para oeste, evitando a passagem pelos Alpes.

Nos últimos meses têm sido vários os casos de motoristas profissionais vítimas de assaltos em estradas francesas.

Na maior parte dos casos, muitas vezes desvalorizados pelas autoridades gaulesas, o alvo é a mercadoria transportada em camiões, retirada das galeras quando os veículos estão parados em áreas de serviço ou de descanso, mas também há registo de roubos violentos sobre os condutores.

Quando foi encontrado, o português estava em estado de choque. Só depois de ser assistido pelas equipas de emergência conseguiu relatar às autoridades policiais o que lhe tinha acontecido, embora sem dar detalhes sobre os agressores.

A polícia de Angoulême já abriu um inquérito ao sucedido, anteontem, na RN141, para tentar perceber o que aconteceu naquela estrada. Logo nas horas após o crime, as autoridades realizaram perícias no local onde a vítima foi sequestrada e onde foi abandonada.