De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
Comunidades

José Luís Carneiro visitou seis cidades na África do Sul

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, apelidou de “verdadeira casa de Portugal” o novo edifício do Consulado Geral de Joanesburgo, inaugurado a 5 de abril. Nesta cerimónia o governante referiu tratar-se de um espaço moderno, adaptado às necessidades dos utentes e que garante condições de conforto e privacidade no atendimento consular.

José Luís Carneiro enalteceu também a dimensão “multifuncional” do novo consulado, que permite a realização de eventos culturais, de encontros da comunidade e de ações de formação.

Na mesma ocasião foi lançada a nova página de internet do consulado e dada a conhecer a sua presença na rede social Facebook. Com estas novas ferramentas, o Cônsul Geral de Portugal em Joanesburgo, Francisco Meireles, pretende estimular a troca de informação e a comunicação com os cidadãos portugueses residentes naquela área consular – aquela onde vivem mais cidadãos nacionais em todo o país.

Este foi o primeiro ato público desta deslocação do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas à África do Sul, que teve lugar entre os dias 5 e 9 de abril.

José Luís Carneiro visitou ainda as cidades de Pretória e do Cabo, na companhia do Embaixador de Portugal na África do Sul, Manuel Carvalho, e do Secretário Regional de Educação da Madeira, que tem a tutela das comunidades madeirenses, Jorge Carvalho.

Foi ainda realizado um “périplo” de 500 quilómetros pelo “Free State”, onde foi estabelecido contacto com as comunidades portuguesas em Vanderbylpark, Bloemfontein e Welkom. Há 22 anos que esta última comunidade não era visitada por um Secretário de Estado das Comunidades.

Em Pretória, realizou-se uma reunião com os professores da rede de Coordenação de Ensino do Português no Estrangeiro (CEPE), tendo sido possível perceber que existiu um aumento de 39% nas inscrições para aulas de português naquele país. Este crescimento, que se verificou desde o ensino básico até à educação de adultos, envolveu alunos lusodescendentes, mas também cidadãos sem ligação a Portugal.

Na Cidade do Cabo e acompanhado pelo Cônsul de Portugal naquela cidade, José Carlos Arsénio, José Luís Carneiro reuniu com a primeira-ministra do Estado do Cabo Ocidental, Helen Zille e com o vice-presidente do município, Ian Nielsen. Naquela ocasião foi discutida a gestão da crise causada pela falta de água naquela região, tendo José Luís Carneiro referido que os serviços consulares estarão sempre disponíveis para colaborar com as autoridades locais na disponibilização de informação à comunidade portuguesa acerca de procedimentos a adotar e de cuidados a ter para o futuro.
Nesta visita os governantes dialogaram com as comunidades portuguesas naquelas localidades acerca dos principais problemas verificados e incentivou os cidadãos a manterem a ligação a Portugal, através do envolvimento no associativismo, da aprendizagem da língua e da valorização das tradições portuguesas.

A visita contemplou contactos com as associações na União Cultural, Recreativa e Desportiva de Turffontein e Academia do Bacalhau (Joanesburgo), Casa Social da Madeira (Pretória), Associação Portuguesa de Futebol, Cultura e Recreio (Vanderbilpark), Clube Português de Welkom, Associação Portuguesa do Cabo da Boa Esperança, Academia do Bacalhau (Cidade do Cabo) e Centro Português de Cultura e Beneficência do Cabo (a qual foi homenageada com a entrega de uma Placa de Mérito das Comunidades Portuguesas).

Foram também distinguidos com a Medalha de Mérito das Comunidades os cidadãos Margarida Viera Costa pelo trabalho social realizado no Lar de Nossa Senhora de Fátima, em Benoni (Joanesburgo) e Samuel da Silva, da Casa Social da Madeira (Pretória), pelo empenho na dinamização do associativismo português. Realizou-se ainda a cerimónia de imposição pelo Embaixador Manuel Carvalho, das insígnias da Ordem do Mérito, atribuída pelo presidente da República Portuguesa, ao cirurgião pediátrico João Branco da Fonseca.

A visita ficou também marcada por um momento simbólico de entrega de equipamentos desportivos de clubes portugueses, e da seleção portuguesa, à escola Protea Glen, no Soweto, cumprindo uma promessa feita pelo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas a alunos de português, aquando de uma visita àquela escola em 2017. Esta escola está a ter um grande aumento do número de alunos a aprender português. Em 2017 eram 50 e em 2018 passaram para 180.“O desporto é uma das linguagens universais, que tem co mo objetivo promover a integração social e o aperfeiçoamento físico e intelectual. É uma linguagem de unidade. Nelson Mandela utilizou a linguagem do desporto para promover a união do povo sul-africano, na altura pela seleção sul-africana de rugby, que se assumiu como um símbolo de paz. E essa função reconhecida ao desporto é muito a função da língua portuguesa no mundo, é uma linguagem mundial, de diálogo e compreensão”, referiu José Luís Carneiro.