De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
Desporto

Liga Europa: Vitória e Braga com vida difícil

© Direitos reservados

Vitória de Guimarães e Sporting de Braga, ambos com inícios de temporada irregulares, vão ter que ‘suar’ para ultrapassar a fase de grupos da Liga Europa de futebol, com alemães, franceses e turcos no caminho dos emblemas minhotos.

O Guimarães, que teve entrada direta na competição, foi sorteado no grupo I, juntamente Marselha, Salzburgo e Konyaspor, enquanto o Braga, que passou pelas pré-eliminatórias, vai medir forças no grupo C com Hoffenheim, Ludogorets e Basaksehir.

Com apenas duas vitórias nas primeiras cinco jornadas da I Liga e uma pesada derrota caseira com o Sporting (5-0), os vimaranenses estão ainda longe do nível que apresentaram na última época, que valeu o quarto lugar, e terão que melhorar muito para fazer frente ao Marselha, que está a tentar renascer em França, e Salzburgo, que é ‘apenas’ tetracampeão austríaco.

No ‘papel’, o Marselha, pela sua história e pelo investimento que efetuou para esta temporada, aparece como o grande favorito do agrupamento, embora vá iniciar a Liga Europa em ‘brasas’, com duas derrotas seguidas no campeonato francês, incluindo um 6-1 sofrido perante o Mónaco, de Leonardo Jardim.

Com o português Rolando como um dos centrais da equipa, da formação comandada por Rudi Garcia destaca-se o veterano lateral esquerdo Patrice Evra, o médio Dimitri Payet e o avançado grego Mitroglou, que marcou mais de 50 golos nas duas últimas temporadas, ao serviço do Benfica.

Nomes menos sonantes tem o Salzburgo, que visita o Vitória de Guimarães na primeira ronda, e que aparece na Liga Europa depois de não ter conseguido o apuramento para a fase de grupo da Liga dos Campeões. A equipa do alemão Marco Rose tem sido dominante na Áustria, tendo conquistado cinco dos últimos seis campeonatos.

Como ‘outsider’ no agrupamento, aparece o Konyaspor, equipa vencedora da Taça da Turquia da última época e que este ano já leva três derrotas em quatro jornadas no campeonato.

Tal como o Vitória de Guimarães, o Sporting de Braga vai iniciar a Liga Europa numa altura algo delicada da temporada, depois de um início tremido no campeonato português, em que já leva três derrotas em cinco rondas.

Mesmo sem grande historial europeu, o Hoffenheim deverá ser a “equipa a abater” no grupo I, ainda mais depois de ter batido o campeão Bayern Munique, por 2-0, na última jornada da ‘Bundesliga’.

Os alemães, que falharam o acesso à Liga dos Campeões por culpa do Liverpool e recebem o Braga na quinta-feira, têm uma equipa composta maioritariamente por jogadores germânicos, com Sandro Wagner e o avançado croata Kramaric a serem as principais figuras.

Hexacampeão búlgaro, o Ludogorets promete dificultar muito a vida ao Sporting de Braga, com uma equipa com ‘sotaque canarinho’, já que o plantel inclui 10 jogadores de origem brasileira, incluindo o médio Marcelinho, que, entretanto, passou a ser internacional pela Bulgária.

Tal como acontece com o grupo do Guimarães, o ‘outsider’ do agrupamento é outro dos representantes turcos na competição, desta vez o Basaksehir, emblema de Istambul que conta com alguns velhos conhecidos do campeonato português e também do futebol europeu.

Na formação de Istambul atuam figuras como Manuel da Costa, antigo internacional sub-21 por Portugal, que agora representa Marrocos, Márcio Mossoró, que deu nas vistas no Sporting de Braga, e Júnior Caiçara, que passou pelo Gil Vicente.

O avançado togolês Adebayor (ex-Arsenal, Real Madrid e Manchester City), o lateral francês Glichy (ex-Arsenal e Manchester City) e o veterano Emre (representou Atlético Madrid, Inter de Milão e Newcastle) são as figuras de destaque.

A fase de grupos da Liga Europa arranca na quinta-feira e termina em 7 de dezembro, com a sexta e última jornada.