De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
Lifestyle

O maior construtor de guitarras do rock vive em Mortágua

É na aldeia da Ribeira, em Mortágua, distrito de Viseu.Numa das primeiras casas do lugar, rodeada por oliveiras e de onde se avista um vale onde os incêndios do verão passado deixaram vazio e fuligem, a chaminé fumega, cobrindo o ar de branco e com um travo de madeira. Na portada estão gravadas as iniciais AM, de Andy Manson, o luthier inglês. Manson é reconhecido como um dos construtores de guitarras mais importantes das últimas décadas, que com a mulher e o enteado trocou o Reino Unido por Portugal há sete anos. Tem hoje 68, conta o jornal Observador.

Mas porquê Ribeira? O luthier, melenas longas e grisalhas, óculos redondos em rosto de ancião mas “pinta” de rockstar do passado no trajar e atitude – nunca o foi mas privaria de perto com os que “cintilavam” então –, passo curvado e calmo, explica o porquê: “A primeira vez que visitei Portugal foi a convite de amigos que viviam cá. Foi acidental. Não pensava na mudança, confesso. Mas gostei dos costumes da gente de cá. E o sítio é pacífico, sossegado, o lugar ideal para construir guitarras. A mudança foi rápida, estivemos uma semana a procurar casas, encontrámos esta e não hesitámos. Era aqui que queríamos viver”.

Foi em 1967, então com somente dezoito anos, que construiu a primeira, por “necessidade”. E garante que o que realmente ambicionava não era ser construtor, mas guitarrista: “E cheguei a ser guitarrista, ainda que nunca guitarrista profissional. Toquei muito em Londres, Paris, na Côte d’Azur, quase sempre em bares. A minha primeira construí-a porque não tinha nenhuma.

Leia mais sobre Andy Manson aqui.