De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
Colunistas

O medo veste-se de ansiedade: como tornar os obstáculos em desafios

Hoje em dia a sociedade cresce de forma rápida e incontrolável a todos os níveis. Corremos atrás da vida, engolindo os minutos, as horas e os dias como se estivéssemos esfomeados, como se o amanhã fosse tarde demais.

O aumento das necessidades materiais devido às exigências de um mundo esquecido da alma é inegável. É aqui que entra a nossa luta diária.

Todos desejamos alcançar o sucesso, realizar metas e atingir objetivos. No entanto, vemo-nos presos aos termómetros dos outros – sempre sujeitos às avaliações dos chefes, dos colegas, da família, dos amigos, da sociedade e, sobretudo, de nós mesmos. Olhamos para tudo o que nos rodeia como um obstáculo e não como um desafio.

Então, no fundo, qual é a diferença? Um desafio motiva-nos a lutar e tentar contrariá-lo. Um obstáculo é algo que não nos permitimos ultrapassar ou contornar: vemo-lo como algo posto no nosso caminho apenas para nos trazer mal e desestabilizar. É algo que nos paralisa. E se não conseguimos vencê-lo? E se é grande demais para nós? E se nos surpreende com mais obstáculos?

É neste momento que entramos no território do medo. Hesitamos e limitamos os nossos passos por medo de não conseguir tomar boas decisões, de não fazer as melhores escolhas para nós e para a nossa família, ou de não dar o melhor pela nossas relações. Muitas vezes não sabemos lidar com o fracasso porque sentimos que não há tempo.

Começam então a surgir os sintomas: nervosismo, falta de concentração, dificuldades em dormir, dores no corpo, apertos no peito, sensação de cansaço ou fraqueza, desmotivação, entre outros.

Vestimos todos os dias a preocupação de nada acontecer como desejamos, e a seguir segue-se o Medo. Este, com continuidade, acaba por se transformar em ANSIEDADE.

O corpo não pode deixar a alma para trás e andar mais rápido que ela, que a sua própria essência, a sua própria felicidade. Temos que recuperar o corpo e trazê-lo de volta ao ritmo do espírito.

Todo o processo acontece na nossa mente. Se pensarmos no nosso cérebro como um computador, apenas precisamos de o programar de forma a ser eficaz, sem o acelerar, e sem corrermos o risco de o sobreaquecer.

Treinar o cérebro para a tranquilidade trará uma maior qualidade de vida. Podemos assim conviver com os tais objetivos e metas, possuindo a serenidade que merecemos – em vez de ver obstáculos passamos a ver desafios!

A Hipnose Terapêutica leva-nos de forma rápida e eficaz a um estado de ser repleto de força e
confiança, com capacidade para agir sem medos ou stress.

No Lado Violeta trabalhamos o cérebro através de técnicas e processos terapêuticos que nos
permitem obter a paz interior e, consequentemente, viver melhor o nosso dia a dia.

Cristina Gomes , Terapeuta Holística, Porto – Luxemburgo
https://www.facebook.com/LadoVioleta/
+352 661 337 215