De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
Europa

Zied B.: o homem que semeou o pânico em Orly

Local french TV Image of the suspect has been named by French media as convicted criminal Ziyed Ben Belgacem - A radicalised Muslim on a crime watchlist opened fire on three police officers at a road check before attacking a soldier at a Paris airport. The gunman launched his first attack after being stopped for speeding at a road check north of the city early this morning, shooting a policewoman in the head. He then held up a woman motorist at gunpoint, stealing her car and driving to Orly airport. In the airport terminal the attacker assaulted a patrol of three counter-terrorism soldiers, wrestling one of them to the floor and trying to take her gun. The man was shot dead by patrol officers as they attempted to protect the women and members of the public at the airport, according to France's Interior Ministry. Picture: F24/Universal News And Sport (Europe) 18/03/2017

O homem abatido sábado no aeroporto de Orly-Paris, depois de ter roubado uma arma a um militar, estava identificado pela polícia e pelos serviços de informação, disse o ministro do Interior francês.

Em declarações à imprensa no aeroporto, Le Roux confirmou que o mesmo homem, Zyed B., abriu fogo uma hora e meia antes do incidente no aeroporto, numa operação policial em Stains, a norte da capital, onde feriu uma agente.

O condutor do veículo disparou sob três agentes numa operação stop quando ia apresentar os documentos do carro, ficando um deles ligeiramente ferido.

Segundo o canal BFM TV, o homem abandonou o veículo, um Renault Clio que havia previamente roubado, no departamento de Val de Marne, e ali roubou um outro carro, um Citroen Picasso, que posteriormente foi localizado no parque de Orly.

Zyed B., de 39 anos, foi abatido no aeroporto de Orly, em Paris pelas forças da ordem, depois de ter roubado uma arma a uma militar do dispositivo de vigilância antiterrorista, anunciou o Ministério do Interior francês.

Cerca das 8:30, “um homem arrebatou uma arma a um militar e depois refugiou-se numa loja do aeroporto antes de ser abatido pelas forças de segurança”, declarou à France Presse um porta-voz do Ministério do Interior.