De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
Comunidades

Berlim: crianças ouvem leitura encenada de “A Menina do Mar”

O festival “Dias de Conto” (Märchentage) passou hoje pela embaixada de Portugal na Alemanha, onde crianças de uma escola de Berlim ouviram uma leitura encenada da obra de Sophia de Mello Breyner Andresen, “A Menina do Mar”.

“Olá! Bom dia”. Enquanto tiram os casacos, os alunos ouvem as primeiras palavras em português ditas por uma professora que os recebe.

No chão estão espalhadas almofadas coloridas. Dezanove, uma para cada um dos alunos de 10-11 anos da escola do ensino básico Schinkel Grundschule, no bairro de Charlottenburg, no centro de Berlim.

Hoje, a 29ª edição do “Berliner Märchentage” (Dias de Conto de Berlim) passa pela embaixada de Portugal em Berlim, uma das várias que se associaram, pela quinta vez, à iniciativa de receber estudantes de várias escolas da cidade.

“É um evento que reúne embaixadas e escolas do ensino básico da cidade de Berlim. Durante mais de duas semanas, esta iniciativa dá a conhecer contos, fábulas e lendas de vários países e traz as crianças às embaixadas”, explica à Lusa o coordenador do ensino do português da Alemanha, Rui Azevedo.

Com um colar em forma de estrela do mar, uma das organizadoras vai apresentando a iniciativa. Para a maior parte destes alunos, este é o primeiro contacto com a língua portuguesa.

Philip, um dos alunos, é uma exceção. Nasceu em Espanha e por isso diz, sem medo, que já sabe dizer “olá” em português.

“Todos os anos, recebemos crianças de escolas primárias aqui da zona que nada têm a ver com português, por isso associamo-nos a esta iniciativa também para promover os nossos cursos e a língua portuguesa. Este ano, resolvemos apresentar às crianças ‘A menina do Mar’, de Sophia de Mello Breyner, uma edição bilingue que foi editada aqui na Alemanha pela Oxalá”, diz Rui Azevedo.

Num quadro branco, imagens de um peixe ou de um golfinho são afixados, juntamente com os nomes em português e em alemão. Dilas, que vai seguindo com atenção a explicação dos amidos da menina do mar, identifica um polvo e repete, satisfeito, a palavra em português.

“Há dois anos, tivemos uma escola, na zona de Schöneberg, que depois de ter vindo aqui decidiu começar uma atividade extracurricular de português connosco, para 25 alunos. Na semana passada, estiveram cá a visitar a biblioteca e ficou combinado continuar a cooperação com a escola”, conta Rui Azevedo, sublinhando os frutos desta iniciativa.

“Ca-ran-gue-jo”, vai repetindo devagar uma das professoras, na que parece ser a palavra mais complicada para pronunciar em português.

Feita a introdução, apagam-se as luzes e começa a “leitura encenada”, em alemão, da obra “A Menina do Mar”, como explica Isabel Rocha, docente na coordenação de ensino de português na Alemanha.

“Além de ser escrito pela Sophia de Mello Breyner Andresen, que é um ícone da literatura portuguesa, especialmente da literatura infantil, é uma edição já traduzida. Fizemos uma adaptação e juntámos desenhos feitos por alunos de uma escola portuguesa. Vamos mostrar como é que crianças portuguesas ilustraram a história, e vamos dar a conhecer esta tradução”, adianta a professora.

“A linguagem que ela usa é muito limpa, muito pura, com referências à praia, ao sol, todas essas referências da natureza. As crianças identificam-se rapidamente”, revela Isabel Rocha.

A 29ª edição do “Berliner Märchentage” começou no dia 08 e termina no dia 25.

Além da embaixada de Portugal, participam também as do Canadá, Argélia, Colômbia ou Itália, entre outras.

O “Berliner Märchentage” é um dos maiores e mais conceituados festivais do mundo dedicados à literatura infantil e, em particular, aos velhos contos de fadas, lendas, mitos e fábulas.