De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
Mundo

Metade de Caracas está sem eletricidade

Pelo menos 17 das 37 zonas de Caracas estão sem eletricidade desde sábado, situação que a empresa estatal Corporação Elétrica Nacional da Venezuela (Corpoelec) diz estar a tentar reparar. “Continuam as árduas manobras para restabelecer o serviço (…) os trabalhadores da Corpoelec estão comprometidos com as nossas comunidades para levar o serviço aos seus lares”, explicou a Corpoelec na sua conta do Twitter.

Continuam oficialmente sem energia elétrica as zonas caraquenhas de Santa Rosa, Guaicaipuro, La Candelária, Maripérez, Santa Rosa, La Campiña, Los Cedros, Las Delícias e Los Caobos.

Também Plaza Venezuela, Sábana Grande, San Antonio, San Rafael, Las Lomas, Las Palmas e La Florida.

Através do Twitter vários residentes queixaram-se das falhas de serviço, explicando que já “passaram 48 horas” sem eletricidade e sem água.

As mensagens dos utentes dão conta ainda que desde as 10:30 de sábado (15:30 horas em Lisboa), estariam também sem luz as localidades caraquenhas de El Peñon, Terrazas del Ávila, Terrazas Club Hípico, Manzanares, Lomas del Sol, Santa Clara, Santa Elena, Cerro Verde, Fuerte Tiuna, Los Próceres, Los Chaguaramos, Santa Mónica, Los Naranjos e Los Pomelos.

Por outro lado, há ainda registos de falhas elétricas nos Estados venezuelanos de Miranda, Lara e Nova Esparta.

As falhas no fornecimento de eletricidade são frequentes na Venezuela, embora em algumas regiões ocorram menos frequentemente.

A 06 de maio último um apagão deixou pelo menos 19 dos 24 estados da Venezuela total ou parcialmente às escuras, afetando também a internet e as comunicações telefónicas, inclusive na cidade de Caracas, a capital do país.

Além do Distrito Capital, o apagão afetou os estados de Anzoátegui, Arágua, Barinas, Bolívar, Carabobo, Falcón, Guárico, La Guaira, Lara, Mérida, Miranda, Monágas, Nova Esparta, Portuguesa, Sucre, Táchira, Trujillo e Zúlia.

As falhas no fornecimento de eletricidade são frequentes na Venezuela, embora em algumas regiões ocorram menos frequentemente.

Em 07 de março de 2019, uma falha na barragem de El Guri deixou o país às escuras durante uma semana.

Poucas semanas depois, em 25 de março, verificou-se um novo apagão, que afetou pelo menos 18 dos 24 estados do país, incluindo Caracas, que estiveram às escuras, total ou parcialmente, pelo menos durante 72 horas.

Quatro dias depois, pelo menos 21 estados ficaram sem eletricidade durante 24 horas.

Em 01 de abril seguinte, a Venezuela ativou um programa de racionamento de eletricidade que, segundo o ministro de Energia Elétrica, Igor Gavidia, se prolongaria por um ano.

 Como parte do racionamento, algumas regiões têm apenas 12 horas de eletricidade por dia.