De que está à procura ?

franca
Lisboa
Porto
Paris, França
Comunidades

Português no Brasil organiza prova de atletismo para homenagear o filho

Manuel de Azevedo, um emigrante português radicado no Brasil, decidiu homenagear o filho que perdeu a vida aos 17 anos, num acidente de viação, com uma prova de atletismo que se realiza há nove anos em Vila Flor.

Este emigrante que reside na cidade brasileira de São Paulo, para tentar ” superar a perda” que o deixou ” profundamente abalado” quando em fevereiro de 1986, o seu filho Marcelo perdeu a vida num acidente de automóvel em Vila Flor, no distrito de Bragança, resolveu criar uma prova desportiva em sua homenagem.

Agarrado a essa memória, Manuel de Azevedo chegou a pensar que “a vida já não fazia sentido”. Contudo, e com o passar dos anos, a dor “adormeceu” e para conseguir superar o trauma decidiu instituir, em parceria com o município transmontano de Vila Flor, o Grande Prémio em Atletismo Marcelo de Azevedo, que vai decorrer no domingo e onde é esperado meio milhar de participantes de todas idades.

“Todos os anos viajo de São Paulo até Vila Flor para estar presente na prova de atletismo em memória do meu filho. Este ano, estou um pouco debilitado, já fui sujeito a uma intervenção ao coração. Mas ainda tive forças para fazer a viagem e atravessar o Atlântico contra a vontade do meu médico”, explicou à Lusa Manuel de Azevedo.

Esta prova de atletismo esteve para ser de ciclismo e só não o foi devido à logística que envolve uma operação desta dimensão.

Manuel de Azevedo, que está emigrado no Brasil há 60 anos, garantiu que a prova se tem revelado um sucesso, acreditando que trouxe benefícios económicos e socais a Vila Flor.

“Eu contribuo com 5.150 euros, que são repartidos em prémios por diversos escalões da competição e esta ação tem-me ajudado a superar a dor. Quando tudo aconteceu tive mesmo de parar a minhas empresas de construção civil, porque nada fazia sentido”, recordou à Lusa o emigrante.

Quanto ao futuro, Manuel de Azevedo disse que nada é certo, lembrando que está com 81 anos de idade e “a saúde já não é muita” para fazer uma viagem do Brasil para Portugal.

O Grande Prémio Marcelo de Azevedo em atletismo vai contar com mais de 500 atletas de vários clubes nacionais. A iniciativa deste ano é apadrinhada pelo antigo atleta olímpico Fernando Mamede.

O IX Grande Prémio Marcelo de Azevedo, agora dinamizado pelo município de Vila Flor, tem a colaboração da Associação de Atletismo de Bragança.

Pela prova de homenagem ao falecido jovem de 17 anos já passaram outros antigos atletas como Fernanda Ribeiro e António Pinto.